Enviado da ONU quer apoio de congoleses para realização de eleições pacíficas

28 novembro 2016

Said  Djinnit visitou Kinshasa, capital da República Democrática do Congo na semana passada; objetivo foi conversar com todas as partes do processo nacional para saber como melhor ajudar a Conferência Episcopal Nacional do Congo (Cenco).

Monica Grayley, da Rádio ONU.*

O enviado especial da ONU para os Grandes Lagos pediu ao várias partes do processo eleitoral na República Democrática do Congo que demonstrem compromisso e flexibilidade.

Em comunicado, emitido na semana passada, Said  Djinnit, afirmou que todos precisam estar prontos para ajudar a realizar eleições pacíficas no país africano.

Construção

Dijnnit visitou Kinshasa durante quatro dias, onde esteve reunido com autoridades e outros interessados na votação congolesa. O objetivo da viagem foi saber como melhor apoiar os esforços da Conferência Episcopal Nacional do Congo (Cenco).

A entidade quer alargar o consenso e a inclusão na construção do processo político-eleitoral com base no Acordo Político Global de 18 de outubro. Durante a visita, o enviado especial reuniu-se com o primeiro-ministro-designado Samy Badibanga.

Monusco

Djinnit lembrou que a RD Congo está num momento de viragem em sua história. Segundo ele, todos devem ajudar a promover eleições credíveis. Ele também pediu ao Governo e aos líderes congoleses que aproveitem o instante político para construir a confiança que leve a negociações exitosas e pacíficas.

O enviado especial da ONU foi acompanhado por integrantes da Missão de Estabilização no Congo, Monusco, assim como do representante do secretário-geral no país, Maman Sidikou.

Said Djinnit também visitou Brazaville, a capital do país vizinho, Congo, no passado dia 24 de novembro onde encontrou-se com o presidente Denis Sassou Nguesso.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud