Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, tem papel global BR

Imagem

Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, tem papel global

Afirmação foi feita pelo embaixador do Brasil junto às Nações Unidas durante reunião na Assembleia Geral; Mauro Vieira disse que expansão das atividades da Cplp é um “destino natural da organização”.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O embaixador do Brasil junto à ONU, Mauro Vieira, afirmou nesta segunda-feira que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, “tem um papel positivo a desempenhar no contexto global”.

A declaração foi feita durante reunião na Assembleia da ONU, onde Vieira representou o grupo de países lusófonos, que inclui além do Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tome e Príncipe e Timor-Leste.

Destino Natural

Antes do discurso, Mauro Vieira concedeu uma entrevista à Rádio ONU sobre a nova presidência rotativa da Cplp que passou a ser ocupada pelo Brasil em 1º de novembro.

“Acho que a expansão das atividades da Cplp é um destino natural da organização. Espero que se chegue a esse ponto num momento futuro. O tema do Brasil nesse período da sua presidência será, justamente, do desenvolvimento e da cooperação. Acho que a partir de atividades e de projetos bem sucedidos através dessas iniciativas, nós podemos consolidar uma atuação maior da Cplp na área econômica e comercial. O Brasil e os países da Cplp já têm entre si uma corrente de comércio importante e eu acho que a Cplp só vai ajudar a consolidar.”

Segundo o embaixador Mauro Vieira, a Cplp se consolidou como uma plataforma de diálogo político e de cooperação diplomática entre os países lusófonos e com o resto do mundo. Ele falou ainda da importância da língua portuguesa para o futuro.

Rádio ONU

Vieira afirmou que cerca de 280 milhões de pessoas têm o português como primeira língua atualmente. Isso representa o quinto idioma mais falado em todo o mundo e também o com o maior número de falantes no Hemisfério Sul.

O diplomata brasileiro afirma que o objetivo da Cplp é continuar promovendo a língua portuguesa, incluindo dentro das Nações Unidas, como um meio de disseminar a criatividade cultural.

Nesse contexto, Mauro Vieira citou o trabalho da Rádio ONU em Português ao transmitir para o mundo as preocupações das Nações Unidas para as pessoas que falam o idioma na sua própria língua.