África deve aproveitar rede de correios com subida de mercado de remessas

16 novembro 2016

Fida apoiou Conferência Africana sobre Remessas e Redes Postais; segunda edição do evento decorre até esta quarta-feira em Abidjan; reunião juntou mais de 100 representantes dos setores público, privado e sociedade civil.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, Fida, quer que a rede de correios seja melhor aproveitada pelos países de África num momento em que cresce o mercado de remessas no continente.

O chefe do Fida para Migração e Desenvolvimento sublinhou que a atual realidade deverá mudar com uma maior intervenção das autoridades nos próximos cinco anos.

Conferência

Pedro de Vasconcelos disse à Rádio ONU que a região africana tem os custos mais altos do mundo para enviar remessas. O tema foi um dos destaques da 2ª. Conferência Africana sobre Remessas e Redes Postais que decorre até esta quarta-feira na cidade marfinense de Abidjan.

“É criar mais incentivos para os governos para estimular isto. Agora temos todas as nações do mundo a tentar encontrar maneiras de promover a inclusão financeira. Por exemplo, esta conferência vai poder demonstrar que as redes de correio têm um papel enorme para a inclusão financeira em continentes como o africano e em zonas rurais africanas.”

Redes 

Vasconcelos mencionou que o tipo de transação custa em média 9,3% do valor transferido, e que áreas do campo recebem mais de metade dos atuais US$ 65 mil milhões de receitas movimentados através das redes de correios.

Mais de 100 delegados dos setores público, privado e sociedade civil discutiram o tema no encontro de Abidjan. Com o reforço do papel dos governos, pretende-se baixar o custo das remessas até 3% nos próximos 14 anos.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud