África vai aumentar participação no turismo internacional, diz diretor da OMT

11 novembro 2016

Márcio Favilla afirmou que continente tem grande potencial para o setor; em entrevista à Rádio ONU ele falou ainda sobre o impacto do ébola e a questão da proteção da vida selvagem.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A África deve aumentar sua participação no turismo internacional nos próximos anos. Essa é a avaliação do diretor-executivo para competitividade, relações externas e parcerias da Organização Mundial do Turismo, OMT, Márcio Favilla.

“A África como um todo é um continente que tem um grande potencial e de fato se olharmos nos últimos 20 anos o turismo tem crescido enormemente. O turismo para a África, o turismo da África e o turismo dentro da África. Isso naturalmente devido ao aumento da renda, da renda disponível das populações, um aumento da classe média africana. Nós vemos que a África como um todo vai aumentar sua participação relativa no turismo internacional nos próximos anos.”

Epidemia e Percepção

Favilla falou com a Rádio ONU em Quito, após um evento sobre turismo sustentável realizado na conferência Habitat III, em outubro. Na entrevista, ele mencionou o impacto no setor de questões de saúde que teriam afetado o continente nos últimos dois anos e afirmou que o “turismo tem muito de percepção”.

“Um problema que ocorre em determinado local, em determinado país, às vezes é percebido como um problema continental, o que não é verdade. Isso aconteceu com a epidemia do ebola que atingiu e vitimou muita gente infelizmente em países do oeste da África, mas não atingiu todo o continente. No entanto, em termos turísticos, todo o continente africano foi afetado. Isto já está sendo superado e a África tem definitivamente um futuro muito promissor no turismo.”

Vida selvagem

O diretor da OMT disse ainda que a agência da ONU tem trabalhado com diversos países africanos na proteção da vida selvagem, o que considera “muito importante” em “benefício” das populações do continente.

Márcio Favilla falou ainda da parceria da OMT com os países africanos de língua portuguesa.

Lusófonos

“São todos países-membros da Organização Mundial do Turismo, OMT, temos um relacionamento muito próximo com eles, com suas administrações de turismo, temos ações de capacitação, formação com esses países, realizamos eventos nesses países e com a participação de funcionários deles. Participamos da elaboração do plano estratégico para o desenvolvimento do turismo, enfim, temos várias ações, não as mesmas para cada um deles, mas distintas ações e trabalhamos com todos.”

Segundo a OMT, 956 milhões de turistas internacionais viajaram entre janeiro e setembro deste ano.

No último Barómetro do Turismo Mundial, a agência da ONU revelou um crescimento de 4% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 34 milhões a mais de passageiros.

Leia e Oiça:

"Cidade que não é boa para seus cidadãos, não é boa para turistas"

Chegadas internacionais de turistas sobem 4% no 1º semestre de 2016

Dia Mundial do Turismo destaca acesso para pessoas com deficiência

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud