Ban pede justiça para as vítimas do ataque no Paquistão
BR

25 outubro 2016

Secretário-geral condena atentado em academia de polícia em Quetta; pelo menos 60 pessoas foram mortas e mais de 100 ficaram feridas; Ban espera que responsáveis pela violência sejam julgados.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral da ONU condena o ataque terrorista a uma academia de polícia em Quetta, no oeste do Paquistão. A nota divulgada pelo porta-voz de Ban Ki-moon menciona pelo menos 60 mortos e mais de 100 feridos.

Ban espera que os autores do que ele considera ter sido um “ato abominável de violência” sejam levados rapidamente à justiça.

Desfecho

Agências de notícias informam que terroristas entraram na academia policial e abriram fogo no local. Dois atiradores morreram ao detonar seus coletes com bombas e um terceiro elemento foi morto pelas forças de segurança.

O chefe da ONU enviou condolências aos familiares das vítimas, ao governo e ao povo do Paquistão, além de desejar que os feridos se recuperem com rapidez.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud