Somália: ONU alerta para impacto humanitário de combates em Gaalkacyo

24 outubro 2016

Confrontos continuaram pela terceira semana na cidade somaliana; Ocha cita 18 mortos e 60 feridos desde 7 de outubro.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Combates continuaram pela terceira semana em Gaalkacyo, Somália, a deixar 18 mortos de 60 feridos desde 7 de outubro, de acordo com autoridades locais.

Segundo o Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, até 23 de outubro, parceiros na cidade calculam que mais de 75 mil pessoas foram desalojadas.

Fuga

Autoridades locais, no entanto, indicaram que o número pode ser maior já que pessoas continuam a fugir da violência.

Ainda segundo líderes do local, novos pesados combates eclodiram em 22 de outubro, a deixar seis mortos, 21 feridos e deslocando milhares de pessoas para os arredores da cidade.

Novos confrontos também foram relatados na manhã desta segunda-feira. Cerca de 20% das vítimas são civis, muitos atingidos por balas perdidas.

Segundo deslocamento

Segundo o Ocha, calcula-se que 60% dos deslocados internos no norte da cidade de Gaalkacyo tenham enfrentado um segundo deslocamento de seus assentamentos.

No total, cerca de 40 mil pessoas desalojadas tenham tido de enfrentar um segundo deslocamento.

Os desalojados mudaram-se para aldeias e assentamentos nas fronteiras da cidade em ambos os lados. De acordo com dados do Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa, a cidade de Gaalkacyo tem cerca de 270 mil habitantes.

O Ocha afirmou que estão em curso ações do governo somali para restaurar a paz na cidade.

Leia e Ouça:

Países alertam Somália sobre membros no Parlamento com perfil criminal

ONU e UE querem conter retorno da pirataria na costa da Somália

Somália entre 17 resoluções adotadas pelo Conselho de Direitos Humanos

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud