Total de crianças vítimas do conflito no Afeganistão sobe 15%
BR

19 outubro 2016

Foram 693 menores mortos e mais de 1,8 mil feridos nos nove primeiros meses do ano, uma alta na comparação com o mesmo período de 2015; Missão da ONU no país está muito preocupada com intensificação dos conflitos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, divulgou nesta quarta-feira o total de mortos e de feridos pela violência no país durante os primeiros nove meses do ano.

O dado que mais preocupa a Unama é o total de crianças vítimas do conflito: 639 menores mortos e mais de 1,8 mil feridos, o que representa um aumento de 15% na comparação com janeiro a setembro do ano passado.

Crime de guerra

Segundo a Missão da ONU, 84% das vítimas de explosivos não detonados eram crianças. O chefe da Unama, Tadamichi Yamamoto, declarou que “o aumento da violência em áreas muito povoadas faz com que seja imperativo que as partes em conflito tomem precauções para proteger os civis”.

No geral, entre janeiro e setembro, a violência no Afeganistão matou mais de 2,5 mil civis e deixou 5.935 feridos, sendo 29% das vítimas crianças. A Unama revela que forças antigoverno foram responsáveis por 61% dos incidentes com civis.

Ao anunciar os números, a Missão destacou que “ataques diretos contra civis podem constituir crimes de guerra” e por isso, “todas as partes em conflito precisam respeitar a lei humanitária internacional”.

Leia e Ouça:

Ataque durante protesto no Afeganistão pode ser crime de guerra

ONU fala de iraquianos cercados ou usados como escudos humanos em Mossul

Missão da ONU no Afeganistão condena ataque a mesquita 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud