Chefe da ONU elogia início de “diálogo inclusivo” na Guiné-Bissau
BR

11 outubro 2016

Encontro entre líderes políticos, sociedade civil e comunidades religiosas começou nesta terça-feira, na Guiné; para Ban Ki-moon, medida é “1º passo crucial” na implementação de plano acordado em setembro para acabar com crise política enfrentada por país africano de língua portuguesa.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou o início de um “diálogo inclusivo entre líderes políticos, sociedade civil e comunidades religiosas da Guiné-Bissau” nesta terça-feira na Guiné.

Em nota emitida por seu porta-voz, o chefe da ONU afirmou que o diálogo é “o primeiro passo crucial na implementação do plano da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental, Cedeao, para acabar com a crise política”.

Impasse

Líderes políticos concordaram com este plano em 10 de setembro, em Bissau. Ban agradeceu o mediador da Cedeao, o presidente da Guiné, Alpha Condé, e defendeu que todas as partes se envolvam em “discussões construtivas” e aproveitem essa oportunidade de um resultado favorável pelo bem da população da Guiné-Bissau.

O secretário-geral pediu a todos os envolvidos que, juntos, alcancem progresso decisivo nos próximos dias para que seja interrompido o impasse político que “tem prevalecido no país desde agosto de 2015”.

Língua Portuguesa

Ban solicitou a seu representante especial na Guiné-Bissau e chefe do Escritório Integrado da ONU no país, Uniogbis, Modibo Touré, que continue a cooperar com todos os atores.

Segundo a nota, o trabalho do representante especial do secretário-geral será feito em colaboração com a Cedeao, a União Africana e outros parceiros, incluindo a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, Cplp, e a União Europeia.

Leia e Ouça:

Brasil com "otimismo cauteloso" quanto ao fim da crise na Guiné-Bissau

"Há luz no fim do túnel", diz presidente da Guiné-Bissau sobre crise política

Guiné-Bissau: Conselho de Segurança preocupado com impasse político 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud