Passar para o conteúdo principal

Ban quer impulso da sociedade civil para melhorar governação em África

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU/Rick Bajornas

Ban quer impulso da sociedade civil para melhorar governação em África

Secretário-geral abriu semana do continente expressando mais apoio para que haja progressos na área; chefe da ONU elogiou 14 países africanos que ratificaram o Acordo de Paris.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas destacou esta segunda-feira que apesar de vários países africanos terem organizado eleições multipartidárias, a credibilidade dos pleitos tem sido questionada.

Ban Ki-moon falava na abertura da Semana de África na organização, onde disse haver líderes que tomaram o que caracterizou como "passos duvidosos" para permanecer nos cargos para além dos mandatos previstos na constituição.

Esforço

O chefe das Nações Unidas disse que o continente passa por insuficiências ainda visíveis e ofereceu o apoio da organização para os esforços com vista a melhorar a governação.

Ban disse que a comunidade internacional precisa de apoiar os países africanos trabalhando com todos os intervenientes nacionais e regionais relevantes. Ele mencionou o papel do Mecanismo Africano para impulsionar a boa governação, realizar eleições além de garantir que a sociedade civil seja livre para desempenhar o seu papel essencial.

Reforço

Ban disse que esse mecanismo trouxe melhorias notáveis nos sistemas de governação africanos indicando o exemplo da iniciativa de chefes de Estado de auto-avaliação voluntária, lançada em 2003. O objectivo é partilhar e reforçar as melhores práticas.

Ao falar no evento, que decorre esta semana, Ban acrescentou que 14 Estados africanos estão entre os países que ratificaram o Acordo de Paris sobre as alterações climáticas.

O chefe da ONU ressaltou que esse apoio contribui para que seja possível a entrada em vigor do tratado no próximo mês.

Leia Mais:

Semana de África na ONU busca parcerias para promover mudanças