Meninas ocupam 160 milhões de horas diárias a mais em tarefas domésticas
BR

7 outubro 2016

Balanço mundial faz parte de estudo do Unicef; as garotas entre cinco e 14 anos passam 40% a mais do tempo nos afazeres da casa na comparação com os meninos; elas buscam água, colhem lenha, limpam e cozinham.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Meninas de todo o mundo que têm entre cinco e 14 anos de idade, passam em média 160 milhões de horas a mais por dia fazendo tarefas domésticas na comparação com os meninos.

O levantamento é do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef. O balanço de horas representa 40% a mais do tempo ocupado pelos garotos da mesma faixa etária nos afazeres domésticos.

Limpeza e cozinha

Cozinhar, limpar a casa, cuidar dos irmãos e coletar água e lenha são algumas das atividades que muitas meninas precisam fazer todos os dias para ajudar a família.

A desigualdade de divisão de tarefas entre meninos e meninas começa cedo, a partir dos cinco anos. A especialista em gênero do Unicef, Anju Malhotra, explica que as garotas acabam perdendo a chance de estudar, de se desenvolver ou simplesmente de aproveitar a infância.

A diferença na distribuição do trabalho a partir da infância contribuiu para os estereótipos e para que as mulheres continuem tendo a jornada dupla na vida adulta.

Somália

O estudo do Unicef também revela que no sul da Ásia, no Oriente Médio e no Norte da África, as meninas entre 10 e 14 anos passam o dobro do tempo nas tarefas domésticas, na comparação com os garotos.

Burkina Faso, Iêmen e Somália são os países onde a desigualdade de divisão das tarefas domésticas é maior. Na Somália, por exemplo, as garotas passam um total de 26 horas por semana cuidando da casa.

O mundo tem 1,1 bilhão de meninas e o alerta do Unicef antecede as celebrações do Dia Internacional da Menina, em 11 de outubro.

Leia e Ouça:

ONU alerta que métodos inseguros de aborto matam milhares de mulheres

Banco Mundial analisa iniciativas eficientes contra violência de gênero

Com Emma Watson, ONU Mulheres lança relatório sobre universidades

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud