Com leitura da íris, refugiados sírios compram comida num piscar de olhos
BR

7 outubro 2016

Sistema inovador foi implementado por duas agência da ONU; refugiados elogiam método, já que podem adquirir mantimentos mesmo se esquecerem cartões ou dinheiro em casa.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Mais de 75 mil refugiados sírios que vivem em acampamentos na Jordânia estão sendo beneficiados por um sistema inovador que permite a compra de alimentos sem necessidade de dinheiro, de voucher ou de cartão.

Na hora de pagar a compra em um mercado ou uma tenda, o refugiado tem sua íris escaneada. O sistema faz a comunicação automática com a base de dados da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, para confirmar a identidade do refugiado e checar o saldo da conta.

Registro biométrico

Depois que a compra é confirmada, um recibo é impresso, tudo em questão de segundos. O projeto de registro biométrico do Acnur é uma parceria com o Programa Mundial de Alimentos, PMA.

As duas agências fornecem assistência em dinheiro ou em cupons para mais de meio milhão de refugiados sírios na Jordânia. O diretor do PMA no país explica que a tecnologia de leitura de íris criou uma experiência totalmente nova para os refugiados, além de garantir mais segurança.

Uma residente do acampamento de Zaatari, Hana Heraaki, declarou ao PMA que agora não precisa mais se preocupar se esquecer o cartão em casa. Quando ela está perto do mercado, a síria pode fazer suas compras “num piscar de olhos”.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud