Acordo de Paris entra em vigor em 4 de novembro
BR

5 outubro 2016

Secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez o anúncio nesta quarta-feira; para entrada, documento depende da ratificação de pelo menos 55 países responsáveis por 55% das emissões de gases que causam aquecimento global.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou que o Acordo de Paris sobre mudança climática entrará em vigor no dia 4 de novembro deste ano. Segundo Ban, nesta quarta-feira o documento  atravessará o segundo e último limite necessário para que isto aconteça.

O Acordo de Paris foi adotado pelos Estados-membros da ONU em dezembro do ano passado, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, conhecida como COP 21, realizada na capital francesa. Para entrar em vigor, o documento requer a ratificação de pelo menos 55 países responsáveis por 55% das emissões de gases que causam o aquecimento global.

Impulso global

O secretário-geral afirmou que o impulso para que o Acordo de Paris entrasse em vigor em 2016 tem sido “notável”. Em nota emitida por seu porta-voz, Ban declarou que “o que antes parecia impensável agora não pode ser interrompido”.

Para ele, o forte apoio internacional para que o tratado entrasse em vigor é prova da “urgência para ação”. Além disso, segundo o chefe da ONU, reflete o consenso de governos de que cooperação global robusta é essencial para enfrentar o desafio climático.

Do Ártico à Amazônia

Ban afirmou que na última década trabalhou sem parar para reunir países para acelerar a resposta global à mudança climática. Ele lembrou suas visitas ao que chamou de “linhas de frente climáticas”, do Ártico à Amazônia, e declarou ter visto como os impactos do clima já estão “arrasando vidas, meios de subsistência e perspectivas para um futuro melhor”.

O chefe da ONU fez um apelo a todos os governos e todos os setores da sociedade para que implementem plenamente o Acordo de Paris e tomem medidas urgentes para reduzir a emissão de gases de efeito estufa, fortalecer a resiliência climática e apoiar os mais vulneráveis na adaptação aos “impactos climáticos inevitáveis”.

Ban parabenizou os signatários do Acordo de Paris e encorajou todos os países a acelerarem seus processos de ratificação do documento antes da COP 22 que será realizada em novembro em Marrakesh, no Marrocos.

Leia e Ouça: 

No Parlamento Europeu, Ban pede ratificação do Acordo de Paris

Índia usa aniversário de Gandhi para entregar ratificação do Acordo de Paris

Dia Internacional da Não Violência destaca sustentabilidade e ambiente 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud