Entrevista: poluição do ar mata 6,5 milhões por ano

27 setembro 2016

Um novo relatório da Organização Mundial da Saúde, OMS, alerta que 92% da população mundial vive em regiões onde os índices de poluição são mais altos do que os determinados pela agência da ONU.

O novo mapa interativo da OMS mostra os países onde os níveis de poluição são mais altos.

De Genebra, em entrevista à Rádio ONU, o coordenador do Departamento de Saúde Pública da agência da ONU, Carlos Dora, falou sobre o impacto da poluição na saúde humana.

Segundo ele, o grande problema da poluição do ar é causar uma série de doenças crônicas, entre elas estão problemas do coração, cerebrovascular, câncer e também doenças respiratórias.

Dora afirmou que os bebês são muito afetados pelo ar poluído. Ele citou que, por exemplo, os pulmões deles não se desenvolvem normalmente como o dos que vivem em áreas não poluídas.

Segundo o relatório da agência da ONU, atualmente 3,7 milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças ligadas à poluição externa. Em 2012, a OMS calcula que o número de mortes chegou a 6,5 milhões, incluindo poluição interna e externa, o que corresponde a 11,6% do total global de óbitos.

Acompanhe a entrevista com Leda Letra.

Duração: 08'55"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud