Síria: agência da ONU leva comida a cidades sitiadas pela 1ª vez desde abril
BR

26 setembro 2016

Programa Mundial de Alimentos, PMA, entregou assistência vital a famílias em Madaya e Zabadani, área rual de Damasco, e Foaa e Kefraya, zona rural de Idlib; suprimento atende 60 mil pessoas por um mês.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, entregou no domingo assistência alimentar vital a famílias sitiadas nas cidades de Madaya e Zabadani, na área rual de Damasco.

A ajuda foi parte de um comboio de agências da ONU e do Crescente Vermelho Árabe Sírio. Esta é a primeira vez que comida e suprimentos humanitários chegaram a estas áreas desde abril. Também foram atendidas Foaa e Kefraya, na zona rural de Idlib.

Alívio Extraordinário

Segundo o diretor do PMA na Síria, Jakob Kern, o comboio levou “alívio extraordinário a 60 mil pessoas que precisam muito de comida e suprimentos médicos e foram cortados do acesso humanitário há cinco meses”.

O PMA enviou 45 caminhões com porções alimentares e farinha de trigo às quatro cidades, como parte do comboio conjunto.

As porções contém arroz, lentilha, óleo vegetal, açúcar, feijões e grão de bico, entre outros itens suficientes para 60 mil pessoas por um mês.

A agência da ONU também entregou um suprimento de três meses de produtos especializados para evitar a desnutrição em 250 crianças.

Alepo

Kern expressou preocupação com as mais de 250 mil pessoas presas no leste de Alepo sem acesso à comida, água, medicamentos e outros suprimentos essenciais.

Ele pediu a todos os lados neste “conflito terrível” que “abram imediatamente rotas para permitir acesso humanitário incondicional, desempedido, contínuo e seguro” aos que estão no local e a cada família precisando de apoio em todo o país.

No domingo, o Conselho de Segurança fez uma reunião de emergência após uma série de bombardeios à cidade de Alepo, na Síria. Pelo menos 200 pessoas morreram na operação que causou crateras nas áreas afetadas ao despejar bombas anti-bunker contra áreas habitadas por civis.

Milhões de Pessoas

Na semana passada, um comboio chegou à área sitiada de Moadamiyet al Sham, zona rural de Damasco, pela primeira vez desde julho, levando assistência humanitária incluindo comida do PMA para 35 mil pessoas para um mês.

Comida para milhares de pessoas também foi entregue em Al Waer, em Homs, e Talbiseh, zona rural da cidade.

Operações Aéreas

Em toda a Síria, o PMA fornece assistência alimentar a mais de 4 milhões de pessoas por mês.

Cerca de 30% dessa comida é distribuída através de operações entre linhas e fronteiras e aéreas para locais que não são acessíveis através de estradas regulares.

Leia e Ouça:

Após novo bombardeio, Ban quer envio de mensagem clara à Síria

Enviado da ONU quer "negociações diretas" para solucionar guerra na Síria

Ban afirma que "a tragédia síria envergonha a todos" 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud