Preocupado com vírus da zika, Cabo Verde faz parceria com Banco Mundial

26 setembro 2016

Declaração foi feita pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do país em entrevista à Rádio ONU; Luís Filipe Tavares afirmou que governo tem plano de ação para combater a doença com apoio do órgão internacional.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, afirmou que o vírus da zika representa uma preocupação para o país.

Ele fez a declaração em entrevista à Rádio ONU, logo depois de seu discurso na Assembleia Geral da ONU, esta segunda-feira. De acordo com dados oficiais, o país notificou 13 casos de infecção.

Plano de Ação

“Nós estamos a trabalhar. Temos já um plano de ação montado e conseguimos agora um apoio importante do Banco Mundial de cerca de US$ 1 milhão para implementação deste plano de ação nos próximos cinco anos. Há uma grande vontade política do governo atual em trabalhar para sobretudo eliminar os focos da zika nomeadamente, com o trabalho que está a ser feito no âmbito do saneamento.”

Tavares acredita que da mesma forma como combateram a dengue no passado, vão conseguir vencer mais esse desafio. Ele disse que a zika não representa apenas uma ameaça a Cabo Verde, mas sim para toda a subregião e para o mundo.

OMS

O ministro declarou que o governo está a cooperar com a Organização Mundial da Saúde, OMS, e outros parceiros internacionais para implementar o plano de ação.

Luis Filipe Tavares explicou que apesar do baixo número de casos de zika, Cabo Verde é um país aberto, com movimentação de muitas pessoas, e por isso o governo dedica uma atenção especial ao tema.

Leia Mais:

"Cabo Verde quis transmitir uma mensagem de esperança ao mundo"

Na Assembleia Geral, Cabo Verde defende ação coletiva contra instabilidades

Siga a cobertura completa da Assembleia Geral

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud