ONU recebe petição com 1,3 milhão de assinaturas em prol dos refugiados
BR

16 setembro 2016

Documento vai ser entregue pelo chefe do Acnur ao secretário-geral e ao novo presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas; documento pede que países assegurem segurança, emprego e escola para refugiados.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O alto comissário das Nações Unidas para Refugiados, Filippo Grandi, vai entregar esta sexta-feira uma petição de ajuda aos refugiados #WithRefugees com 1,3 milhão de assinaturas ao secretário-geral e à Assembleia Geral.

A iniciativa representa um gesto simbólico dias antes da Conferência da ONU sobre Refugiados e Migrantes, que vai ser realizada na segunda-feira na sede da organização, em Nova York.

Escola e Trabalho

O documento pede aos 193 chefes de Estado e Governo que vão participar do evento que “assegurem que todas as crianças refugiadas possam ir à escola, que todos os refugiados tenham um lugar seguro para viver e que eles possam trabalhar e contribuir para suas comunidades”.

Quando a petição foi lançada, em junho, Grandi disse “que o mundo atravessa um período de profundos conflitos e turbulências que estão causando a fuga cada vez maior de pessoas de suas casas”.

Segundo o chefe do Acnur, “isso afeta a todos e é preciso compreensão, compaixão e vontade política para encontrar uma resposta para o sofrimento dos refugiados”.

Grandi afirmou que esse problema “se tornou o principal desafio dos tempos modernos”.

Vão participar também do evento a nadadora Yusra Mardini, da Síria, e o atleta Yiech Pur Biel, do Sudão do Sul. Eles integraram a equipe olímpica de refugiados nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud