Após terramoto em África, prioridade é garantir abrigo aos desalojados

13 setembro 2016

Coordenador residente da ONU na Tanzânia explica que governo realizou evento para arrecadar fundos; tremor de magnitude 5,9 atingiu fronteira entre Tanzânia, Uganda e Ruanda; milhares de edifícios foram danificados.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Após o terramoto de magnitude 5,9 que atingiu a fronteira entre Tanzânia, Uganda e Ruanda, o governo tanzaniano realizou esta terça-feira um evento para arrecadar fundos para as vítimas.

Com o tremor, ocorrido no sábado, 17 pessoas morreram e cerca de 200 ficaram feridas. As Nações Unidas calculam que 840 edifícios foram totalmente destruídos e mais de 1,2 mil ficaram danificados.

Prioridades

De Dar es Salaam, o coordenador residente da ONU na Tanzânia, Álvaro Rodriguez, concedeu entrevista à Rádio ONU e falou sobre as necessidades de momento.

Segundo Rodriguez, garantir abrigo aos desalojados é uma das prioridades, assim como itens de assistência e comida para aqueles que não vão conseguir voltar para suas casas. O total de pessoas que ficaram desabrigadas ainda é desconhecido.

O coordenador afirmou que a ONU está pronta para ajudar, uma vez que existem várias equipas de agências da organização no terreno. O governo continua a fazer um balanço dos estragos causados pelo terramoto e a avaliar que tipo de assistência internacional será necessária.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud