EUA doam US$ 15 milhões para melhorar coleta de dados no setor agrícola
BR

7 setembro 2016

Verba do Usaid faz parte de um acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO; iniciativa servirá a países em desenvolvimento.

Monica Grayley, da Rádio ONU.*

Um acordo de US$ 15 milhões deve ajudar países em desenvolvimento a entrar numa nova era de coleta de dados no setor agrícola.

A iniciativa, anunciada nesta quarta-feira, é resultado de uma parceria entre a Agência dos Estados Unidos para Desenvolvimento Internacional, Usaid, e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO.

Mudança climática

A proposta pretende desenhar políticas melhores que levem ao alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Acabar com a fome, atingir segurança alimentar e promover uma agricultura sustentável fazem parte do Objetivo 2 da Agenda 2030.

O diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, afirmou que nas próximas décadas, o mundo terá que produzir mais alimentos para uma população ainda maior. Este processo, segundo ele, deve ser feito com base em recursos naturais e de forma sustentável. Graziano da Silva também pesou os desafios da mudança climática para o setor.

Oportunidade

Já a assistente do Administrador do Usaid, Beth Dunford, disse que a entidade estava muito satisfeita pela oportunidade de colaborar com a FAO. Segundo ela, um sistema de dados forte é fundamental para governos e o setor privado na hora de tomar decisões acertadas.

Dunford disse ainda que o trabalho com a FAO na iniciativa “Alimente o Futuro” é importante para gerar os sistemas de dados necessários que possam levar a mais investimentos e ao sucesso da erradicação da fome até 2030.

O projeto começa este ano e deve durar até 2021, com pilotos em quatro países em desenvolvimento: dois na África Subsaariana, um na América Latina e um na Ásia. Ainda não foi anunciado o nome dos países, mas os governos já foram contatados.

O novo sistema, chamado de Agris, consiste de uma metodologia que irá capturar informações e dados anuais sobre a produção agrícola como também ampliar o banco de informações sobre as fazendas, incluindo maquinário, emprego, custos da produção, práticas de cultivo e os impactos ambientais utilizando ainda tecnologia GPS.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud