ONU sensibiliza sobre mais infraestruturas para destacar turismo são-tomense

7 setembro 2016

Chefe do Pnud no país revela que porto de águas profundas e aeroporto podem garantir pujança do setor; agência encoraja contactos com parceiros em busca de fundos; lusófonos identificados como potenciais visitantes.

Eleuterio Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As Nações Unidas ajudam São Tomé e Príncipe a mobilizar investidores para garantir financiamento em infraestruturas como parte dos esforços para  diversificar a economia do arquipélago.

A área de turismo seria uma das maiores beneficiárias desse impulso, de acordo com o representante do Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud. Falando à Rádio ONU, de São Tomé, José Salema realçou o potencial de conquistar visitantes que falam português.

Amigos

“Esperamos ver, em breve, todo um processo de orçamentação estatal que conduza a esse fator mobilizador e interveniente particularmente se olharmos para as necessidades dos grupos mais vulneráveis. O arquipélago está pronto e aberto para receber todos os interessados que sejam amigos de São Tomé e Príncipe. Falo em particular das pessoas da Cplp (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) que sei que o arquipélago poderá receber de braços abertos.”

O representante destacou que o crescimento do interesse em explorar mais o turismo são-tomense está acompanhado da busca de uma resposta junto a parceiros do governo para apoiar o crescimento económico.

Bom Impacto

“A área do investimento em infraestrutura que faz muita falta a São Tomé, particularmente no seu processo de diversificação. Eu diria, neste caso, um porto de águas profundas e um aeroporto que possam realmente dignificar toda a pujança verde que o país tem para um turismo regional e, senão, a um turismo internacional com bom impacto na economia nacional. É nesse contexto que as Nações Unidas trabalharam com o governo na Agenda de Transformação na 2030, a mesma integrando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foi apresentada em Londres no ano passado.”

O Banco Mundial é uma das instituições que pediu mais foco das autoridades de São Tomé no potencial turístico do país, no lugar de criar novas áreas. Juntamente com a agricultura, o setor apresenta “vantagens comparativas”.

*Apresentação: Leda Letra.

Leia e Oiça:

ONU prioriza comunicação para acabar com a malária em São Tomé e Príncipe

Pnud quer ajudar a criar órgão eleitoral permanente em São Tomé e Príncipe

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud