No G-20, Ban destaca ação climática e pede união por Objetivos Globais
BR

4 setembro 2016

Encontro das 20 maiores economias do mundo acontece em Hangzhou, sudeste da China; para chefe da ONU, conferência já “foi testemunha de grande avanço” na questão climática.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou a ênfase da reunião do G-20, as 20 maiores economias do mundo, em desenvolvimento sustentável e mudança climática.

Falando a jornalistas antes da abertura do encontro, em Hangzhou, sudeste da China, o chefe da ONU pediu a todos os países que ajam rapidamente nestas questões.

Desenvolvimento Sustentável

Ban fez um apelo para que todos os países alinhem suas políticas nacionais e sócio-econômicas, seus programas e investimentos em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O secretário-geral enfatizou que para a realização dos ODSs é preciso resolver desafios urgentes, como os prolongados conflitos na Síria, Iêmen, Sudão do Sul, Líbia e Mali, entre outros locais.

Ban citou ainda questões como a pobreza extrema, crescente desigualdade e o maior número de pessoas deslocadas por conflito desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Mudança Climática

Ele destacou que a “confêrencia já foi testemunha de grande avanço” na questão da mudança climática, elogiando a China e os Estados Unidos por oficialmente aderirem ao Acordo de Paris.

Os presidentes Xi Jinping e Barack Obama depositaram os documentos oficiais de "ratificação, aceitação ou aprovação" com o secretário-geral neste sábado.

Aos que são céticos ou negam a mudança climática, Ban afirmou que o “debate sobre o fenômeno do clima acabou, científica e ambientalmente: ele está afetando a vida diária de todos”.

Fundo Verde

Ele afirmou estar “feliz de ouvir que o rascunho do documento da reunião do G-20 também esteja encorajando a rápida entrada em vigor do Acordo de Paris”.

Ban disse ainda que processos devem ser concluídos em paralelo a um novo compromisso dos países de cumprirem suas promessas, particularmente os integrantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, Ocde.

O chefe da ONU citou apoio técnico e financeiro a muitos Estados vulneráveis e em desenvolvimento, incluindo através Fundo Verde do Clima, para que estes possam se adaptar à mudança climática.

Leia e Ouça:

Adaptação à mudança climática pode chegar a US$ 500 bi até 2050 

Especial: Líderes lusófonos celebram assinatura do Acordo de Paris 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud