Ban diz que “futuro do Sri Lanka depende dos jovens”
BR

1 setembro 2016

Secretário-geral fez um discurso sobre o papel do jovem no processo de reconciliação no país; chefe da ONU afirmou que governo deve aumentar investimento nesse grupo que representa 20% da população.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou esta quinta-feira que os jovens são importantes no processo de reconciliação e coexistência no Sri Lanka.

Em discurso na cidade de Galle, a cerca de 100 km da capital Colombo, Ban disse que “os jovens representam o maior bem do Sri Lanka e que o futuro do país depende deles”.

Conflito e Injustiças

O chefe da ONU declarou que muitos dos jovens nasceram ou viveram durante períodos de conflito, terror ou deslocamento no país. Segundo ele, muitos também sofreram privações e injustiças.

Para Ban, é importante que o governo continue aumentando os investimentos nos jovens, que representam 20% da população do Sri Lanka.

O secretário-geral declarou que “para garantir justiça social, especialmente em países como o Sri Lanka, que estão se recuperando de um conflito, é crucial implementar abordagens que envolvam jovens, mulheres e todos os setores da sociedade”.

Parcerias

Ban disse que “as Nações Unidas estão trabalhando para criar e fortalecer parcerias com organizações lideradas e com foco nos jovens para promover a paz e o desenvolvimento”.

O chefe da ONU afirmou que o “mundo precisa de líderes jovens para lembrar a todos do objetivo global comum no momento em que a comunidade internacional enfrenta conflitos, violência, desigualdade e injustiça em vários lugares”.

Leia Mais:

ONU diz que "a paz no Iêmen é prioridade"

"Vamos trabalhar juntos pela paz", diz Ban em visita a Mianmar

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud