Ban preocupado com tensão no sudoeste do Sahara Ocidental

29 agosto 2016

Em nota, secretário-geral chamou a atenção para a situação na chamada zona-tampão entre Marrocos e a fronteira com a Mauritânia; ele pediu a ambas as partes que retirem seus elementos armados da região para evitar uma escalada da tensão.

Mônica Grayley, da Rádio ONU.

As Nações Unidas afirmaram que estão profundamente preocupadas com a situação de tensão no Sahara Ocidental.

Em nota, emitida no domingo, o secretário-geral Ban Ki-moon pediu a ambas as partes no conflito que retirem seus elementos armados da área entre o Marrocos e a fronteira com a Mauritânia. Unidades armadas marroquinas e a Frente Polisário estão muito próximas, segundo Ban.

Discussões

A situação está tensa no sudoeste do Sahara Ocidental na chamada zona-tampão, entre o acostamento de terra do Marrocos e a fronteira com a Mauritânia.

Ban Ki-moon pediu ainda que a Missão da ONU para o Referedendo no Sahara Ocidental, Minurso, possa realizar um debate com ambas as partes do conflito sobre a situação atual.

O chefe da ONU destacou a importância dos dois lados em aderir às obrigações com base no Acordo Militar Número 1, e a necessidade de se respeitar a carta e o espírito do cessar-fogo anunciado.

O Sahara Ocidental, no noroeste da África, faz fronteira com Marrocos, Mauritânia e Argélia. Em 1976, a Espanha, o antigo poder colonial, finalizou sua influência na área. Logo depois, começaram confrontos entre a Frente Polisário e o Marrocos.

Em setembro de 1991, foi firmado um cessar-fogo. E no mesmo ano, a Missão da ONU, Minurso, foi enviada à região.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud