Grupo da ONU para paz na Guiné-Bissau preocupado com falta de avanço
BR

27 agosto 2016

Em comunicado, países afirmaram que impasse prejudica, severamente, a capacidade do país de manter a estabilidade e de servir à população.

Monica Grayley, da Rádio ONU.

A Comissão de Consolidação da Paz para a Guiné-Bissau afirmou que está preocupada com a falta de progresso para se alcançar uma solução duradoura ao impasse político no país africano.

Em comunicado, a Comissão, conhecida como PBC na sigla em inglês, disse que o impasse só prejudica, de forma severa, a capacidade do país de manter a estabilidade.

Passos

A PBC apoia os esforços internacionais para ajudar à Guiné a melhorar a governança incluindo as visitas de alto nível do subsecretário-geral para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, e do presidente da Cedeao, Marcel de Souza.

A Comissão da ONU informou que continuará apoiando as iniciativas de diálogo de entidades regionais e internacionais como também os passos dados através do Grupo Internacional de Contato para a Guiné-Bissau.

O grupo ressaltou a importância da presença da Missão da ONU no país e elogiou o interesse da União Europeia de continuar apoiando a iniciativa.

Os países que formam a PBC também pediram aos líderes políticos guineenses que redobrem seus esforços para construir pontes mais inclusivas e frutíferas de diálogo. Segundo eles, é preciso abordar os desafios para alcançar os benefícios da paz.

A Comissão pediu ao Parlamento que aprove o orçamento e o programa do governo, e aos atores internacionais que honrem seus compromissos assumidos em março de 2015, quando foi realizada a mesa redonda em Bruxelas com promessas de doações ao país africano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud