África espera um novo momento na cooperação com Brasil, diz Uneca
BR

24 agosto 2016

Chefe da Comissão Econômica das Nações Unidas para África afirma que trocas comerciais continuam em bom patamar apesar da crise no país sul-americano.

Mônica Grayley, da Rádio ONU.

Os países africanos estão esperando um novo momento em sua cooperação com o Brasil. A análise foi feita pelo secretário-executivo da Comissão Econômica das Nações Unidas para África, Carlos Lopes.

Durante uma entrevista à Rádio ONU, de Adis Abeba, na Etiópia, ele lembrou que o reforço dos investimentos deu-se há quatro anos, quando várias empresas começaram a levar mais projetos para o continente, principalmente aos países de língua portuguesa na África.

Grandes empresas

Lopes também destacou o aumento de investimentos de transnacionais brasileiras, como a Petrobras, e da mineradora Vale, além do papel de uma série de instrumentos financeiros que contaram com o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Bndes.

“As trocas comerciais Brasil-África estão ainda relativamente boas. Mantiveram-se a um nível bastante aceitável, à volta de US$ 5 bilhões. E eu acho que é a única coisa que ainda sobrou, digamos, da grande investida brasileira em política africana. Estamos à espera de um novo momento, de um novo relance, mas está a demorar.”

Carlos Lopes também mencionou outros projetos de Cooperação Sul-Sul entre o Brasil e os países africanos. Mas para ele, com a crise, os créditos ficaram afetados para avançar outras parcerias.

Durante a conversa com a Rádio ONU, ele falou da cooperação das nações africanas de língua portuguesa com a China. Segundo Carlos Lopes, cada vez mais projetos de colaboração com empresas chinesas estão sendo financiados com capital interno africano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud