Nações Unidas pedem calma antes das eleições palestinas em outubro
BR

24 agosto 2016

Vice-coordenador para o Processo de Paz do Oriente Médio afirmou que esta será a primeira eleição na Cisjordânia e na Faixa de Gaza desde 2006; Robert Piper disse que processo é vital para estabelecer a democracia e um Estado Unificado.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU pediu a todas as partes envolvidas no processo eleitoral palestino que evitem ações que possam minar a integridade das eleições para os conselhos locais, que vão ser realizadas em 8 de outubro.

O vice-coordenador das Nações Unidas para o Processo de Paz do Oriente Médio, Robert Piper, saudou a assinatura do código de conduta eleitoral por vários partidos palestinos.

2006

Segundo ele, “isso é vital para estabelecer a democracia na região e unificar a Palestina como parte da solução negociada para a criação de dois Estados”, Palestina e Israel, vivendo lado a lado em paz e segurança.

Essa vai ser a primeira eleição no território ocupado da Cisjordânia e na Faixa de Gaza desde 2006. As duas regiões realizavam pleitos separados, mas depois do acordo entre o Hamas e a Autoridade Nacional Palestina, os dois lados passaram a realizar uma só eleição abrangendo os dois lados.

Piper se reuniu esta quarta-feira com o presidente da Comissão Central de Eleições palestina, Hanna Nasir, para discutir as últimas operações para o pleito.

Intimidação e Ameaças

O representante da ONU afirmou que “estava encorajado com os esforços da comissão na preparação das eleições, que vão cobrir todo o Estado da Palestina”.

Ele declarou que “a realização do pleito de acordo com os padrões internacionais vai contribuir para o avanço da reconciliação palestina tendo como base os princípios da OLP, a Organização para a Libertação da Palestina.

Piper alertou que a falta de união entre os partidos e qualquer tentativa de influenciar o resultado da disputa, incluindo intimidação, ameaças, violência ou coerção durante a campanha eleitoral pode “aprofundar as divisões e minar a causa palestina”.

Leia Mais:

Representante da ONU preocupado com preso palestino em greve de fome

Começou a diversão do verão para 165 mil crianças em Gaza

Para Ban, expansão de assentamentos não garantem segurança a Israel

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud