Operações da OIM no Sudão do Sul ganham o reforço de US$ 17 milhões

24 agosto 2016

Contribuição financeira foi feita pela Usaid, agência do governo norte-americano; mais de 6 milhões de civis necessitam de assistência humanitária no país; dinheiro será útil para entregar água potável e garantir boa higiene da população.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Organização Internacional para Migrações, OIM, acaba de receber US$ 17 milhões da Usaid, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional.

O dinheiro será usado nas operações no Sudão do Sul, onde mais de 6,1 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária. A OIM declarou que o dinheiro será essencial para ampliar as suas operações no país e em prol de 605 mil deslocados internos que estão abrigados nos sítios de proteção da ONU em Bentiu e Malakal.

Fome Severa

O chefe da missão da OIM no Sudão do Sul declarou que as necessidades no país são as mais altas até agora. Milhões enfrentam fome severa e estão deslocados. William Barriga informa que a contribuição da Usaid vai ajudar a agência a continuar a fornecer ajuda que pode salvar vidas.

Aproximadamente US$ 5,7 milhões serão utilizados para garantir que os deslocados internos tenham acesso à água potável e boas condições de higiene e de saneamento em Bentiu e Malakal. Juntos, os dois sítios de proteção da ONU estão a abrigar um total de quase 128 mil pessoas.

Saúde

A OIM explica que vai utilizar US$ 5,4 milhões para as operações de clínicas de saúde em Bentiu e Malakal, além de promover atividades focadas na prevenção de doenças. Outros US$ 845 mil servirão para ações de apoio psicossocial às vítimas do conflito. Por fim, US$ 5 milhões fornecidos pela Usaid serão utilizados para a OIM aumentar o seu fundo para respostas rápidas, o que permite à agência parceira da ONU prestar apoio aos civis assim que emergências acontecem.

A crise humanitária no Sudão do Sul começou em dezembro de 2013. Desde então, o governo norte-americano contribuiu com US$ 1,7 mil milhão para operações dentro do país e para a assistência aos sul-sudaneses refugiados em nações vizinhas.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud