Especialista da ONU vai a Moçambique acompanhar a situação dos albinos

19 agosto 2016

Esta será a primeira visita da relatora de direitos humanos Ikponwosa Ero ao país; representante está preocupada com onda de ataques contra pessoas albinas em várias províncias moçambicanas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Uma especialista independente das Nações Unidas em Direitos Humanos fará sua primeira visita oficial a Moçambique a partir desde domingo, 21 de agosto. Ikponwosa Ero ficará no país até 3 de setembro, a avaliar a situação das pessoas com albinismo.

A representante lembra da recente onda de ataques contra albinos em províncias moçambicanas, sendo que o governo deteve e processou os responsáveis.

Proteção

A resposta dos oficiais vai de acordo a um plano adotado no ano passado, que tem em vista garantir a proteção das vidas e da integridade física dos albinos.

Ero terá reuniões com a equipa de governo responsável pelo plano, além de encontrar-se com representantes da sociedade civil, do governo, de agências internacionais e da Comissão Moçambicana de Direitos Humanos.

Experiência

A especialista quer entender quais são os desafios para combater esses ataques e como medidas de proteção podem ser implementadas em outras regiões africanas.

Durante as duas semanas, Ero passará pelas cidades de Maputo, Nampula e Beira, onde conversará com pessoas albinas. A especialista declarou que dá extrema importância às experiências enfrentadas pelos albinos e destacou ser essencial incluí-los no processo.

Um relatório completo da visita de Ero a Moçambique será entregue ao Conselho de Direitos Humanos em março de 2017.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud