Relator especial entrega relatório à ONU sobre epidemia de cólera no Haiti
BR

18 agosto 2016

Philip Alston preparou documento sobre a resposta das Nações Unidas ao surto da doença no país caribenho; porta-voz da ONU afirmou que ONU precisa fazer muito mais para combater o problema.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O relator especial da ONU para Extrema Pobreza e Direitos Humanos, Philip Alston, entregou esta quinta-feira às Nações Unidas o rascunho do relatório sobre a resposta da organização à epidemia de cólera no Haiti.

Falando a jornalistas em Nova York, o porta-voz do secretário-geral Ban Ki-moon, Fahran Haq, afirmou que a ONU vem trabalhando de perto com o governo haitiano nos esforços para a erradicação da doença desde o início da epidemia no país, em 2010.

Sofrimento

Haq declarou que “no último ano, a ONU ficou mais convencida de que precisa fazer muito mais em relação ao seu envolvimento no início da epidemia e sobre o sofrimento das pessoas afetadas pelo cólera.”

Ele disse que as autoridades estão avaliando uma série de opções para combater o problema.

O relatório vai ser divulgado por Alston em setembro e apresentado à Assembleia Geral em outubro.

O documento e as recomendações vão contribuir para a implementação de novas ações da ONU em casos como este.

As conclusões serão apresentadas publicamente num prazo de dois meses, depois que as recomendações propostas tenham sido avaliadas e acordadas junto ao governo haitiano e os Estados-membros das Nações Unidas.

Leia Mais:

Unicef continua batalha contra o cólera no Haiti

OMS quer campanha de vacinação no Haiti e tratamento de água para combater cólera

ONU "profundamente preocupada" com incerteza política no Haiti

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud