Soldados de paz capturam armas e munições de grupo centro-africano

15 agosto 2016

Não foi revelado número de vítimas da operação que confiscou “quantidade significativa” de armamento; forças da ONU detiveram uma parte dos homens perto da cidade de Sibut no fim de semana.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, Minusca, revelou o seu apoio ao governo do país após a apreensão de armas no fim de semana. A meta é que as autoridades lidem com a situação “conforme o Estado de direito.”

No sábado, forças da missão de paz pararam sete veículos que transportavam 35 homens “fortemente armados” perto da cidade de Sibut, situada a norte da capital Bangui.

Segurança

Várias pessoas foram mortas ou ficaram feridas na troca de tiros entre o comboio de viaturas e as forças de segurança nacional em diversos postos de controlo.

Em comunicado, a Minusca destaca que após os homens armados “terem negado entregar todas as armas e munições” às forças de paz, ocorreu um impasse que durou várias horas.

Os membros do grupo fugiram para uma mata nos arredores, mas a operação de paz capturou e deteve 10 homens armados. Eles foram levados para a base militar da missão e foi recuperada uma “quantidade significativa” de armas e munições.

Contacto

A Minusca revelou que manteve contacto com o governo em todo o processo.

A operação de paz reitera o seu apelo a todos os grupos armados e milícias para que adiram ao processo de desarmamento, desmobilização, reintegração e repatriamento que foi iniciado pelo presidente Faustin-Archange Touadéra.

Uma outra medida recomendada aos centro-africanos é que priorizem o diálogo.

Leia e Oiça:

OMS ajuda a conter surto de cólera que matou 13 na República Centro-Africana  

ONU indica sinais de "piora na segurança" na República Centro-Africana

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud