Enviados da ONU para Síria querem cessar-fogo de 48 horas em Alepo
BR

11 agosto 2016

Staffan de Mistura e Jan Egeland rejeitaram proposta russa de uma trégua diária de três horas; para eles, isso não é tempo suficiente para levar ajuda humanitária à região.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, e o conselheiro especial para o país, Jan Egeland, querem um cessar-fogo de 48 horas todas as semanas em Alepo, na Síria.

Em Genebra, esta quinta-feira, eles falaram a jornalistas sobre a operação para a entrega de ajuda humanitária na região.

Crime de Guerra

De Mistura afirmou que a proposta feita pela Rússia, de uma trégua diária de três horas em Alepo, não é suficiente. Ele disse ainda que o ataque com gás cloro na Síria pode ser considerado “crime de guerra”, mas declarou que não tem confirmação de que a ação realmente tenha ocorrido.

Jan Egeland também disse que a proposta da Rússia de cessar-fogo por três horas “não é nada”. Segundo ele, é necessário, pelo menos, 48 horas.

Egeland explicou que a “logística para levar ajuda humanitária para Alepo é tão grande que é preciso obter uma pausa de 48 horas todas as semanas”.

Ataques

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, também falou sobre a Síria dizendo que está profundamente preocupado com os ataques a acampamentos para deslocados internos no estado de Idleb, nos últimos 10 dias.

Segundo o Acnur, esses ataques indicam um “desrespeito total pela vida de civis”. A agência pediu a todas as partes envolvidas no conflito que garantam a segurança e a dignidade da população.

Além disso, a ONU reiterou a importância das forças do governo e da oposição permitirem o acesso das pessoas à segurança e ao respeito pelo caráter humanitário dos acampamentos.

Leia Mais:

Cerco em Alepo: população só tem suprimentos para mais três semanas

Enviado da ONU quer terceira rodada de conversas sobre Síria em agosto

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud