Para ONU, atletas refugiados são fonte de inspiração e esperança
BR

4 agosto 2016

Secretário-geral se encontrou com delegação nesta quinta-feira na Vila Olímpica e lembrou que pelo menos 3 bilhões de pessoas estarão assistindo à abertura dos Jogos Olimpícos na noite desta sexta-feira.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas se reuniu em seu primeiro dia de visista à Olimpíada no Rio de Janeiro com a equipe de 10 atletas refugiados.

Ban Ki-moon lembrou que "apesar de terem tido experiências tristes e terríveis", eles representavam agora uma fonte de inspiração e esperança para muitas pessoas.

Deslocados

O chefe da ONU destacou que existem hoje no mundo 65 milhões de refugiados ou deslocados. Pessoas que tiveram que fugir de suas casas. Este é o maior número desde a Segunda Guerra Mundial.  Para Ban, este é um sério problema.

Ele elogiou a iniciativa do Comitê Olímpico Internacional, COI, de patrocinar uma equipe de atletas refugiados levando assim esperança a pessoas como eles

Segundo Ban Ki-moon, os atletas têm talentos que acabaram ficando escondidos e abandonados pela comunidade internacional.

Ele animou os refugiados a mostrarem ao mundo o que sabem, suas capacidades e pontos fortes, sua determinação de correr mais rápido, de saltar mais alto e de serem mais fortes.

A equipe tem cinco refugiados sul-sudaneses, dois da Síria, dois da República Democrática do Congo e um da Etiópia.

3 bilhões

Ban apostou que os refugiados que competem no Rio de Janeiro serão bastante aplaudidos pelo mundo. E afirmou que pelo menos 3 bilhões de pessoas assistirão à abertura dos jogos na noite desta sexta-feira diretamente do Rio de Janeiro.

Ele disse que apesar de serem tempos difíceis para os atletas e suas famílias, existem pessoas que estão em situações piores.

E terminou lembrando que os refugiados foram escolhidos e que mesmo com a sorte, eles não devem encarar o que estão vivendo como algo corriqueiro. Para Ban Ki-moon, os 10 atletas devem mostrar aos amigos o que eles podem fazer quando o COI, a ONU e todos os outros ajudam.

Para ele, o desempenho dos atletas n Rio dará uma mensagem ao mundo sobre o que pode acontecer quando alguém lhes estende a mão.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud