Unicef e UE ajudam famílias deslocadas no Iraque
BR

1 agosto 2016

União Europeia doou US$ 10 milhões para ajuda humanitária; dinheiro vai ser utilizado na compra de suprimentos para salvar vidas, no setor de saúde e no fornecimento de água potável e de saneamento básico.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

A União Europeia fez uma contribuição de US$ 10 milhões para ajuda humanitária no Iraque.

O dinheiro dado ao Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, o equivalente a cerca de R$ 32,5 milhões, vai ser usado em iniciativas de assistência a dezenas de milhares de famílias deslocadas pela violência no país.

Apoio

Segundo a agência da ONU, o apoio da União Europeia será aplicado em três áreas específicas até 2017, são elas: na compra de suprimentos básicos para salvar vidas, na expansão dos serviços de saúde e no fornecimento de água potável e saneamento básico.

O chefe do escritório humanitário da Comissão Europeia no Iraque, Javier Rio-Navarro, afirmou que “as pessoas que fogem de Falluja chegam aos acampamentos de refugiados sem nada”.

Rio-Navarro disse que “como uma resposta inicial, os fundos da UE vão fornecer assistência básica como água potável, produtos de higiene e outros itens essenciais”.

Vacinação

Além disso, o representante da comissão citou programas de vacinação para as crianças deslocadas. Rio-Navarro pediu a todas as partes envolvidas no conflito que “protejam os civis dos efeitos da violência”.

Ele explicou que com a propagação da crise, mais crianças devem ser afetadas pelo conflito.

O representante do Unicef no Iraque, Peter Hawkins, disse que em 2016 “foi possível constatar mais centenas de milhares de crianças em risco no país”.

Hawkins declarou que “o dinheiro vai permitir que a agência implemente iniciativas com o objetivo de salvar vidas e proteger as crianças”.

Desde junho de 2014, a violência no Iraque já causou o deslocamento de mais de 3,4 milhões de pessoas. Aproximadamente 10 milhões necessitam de ajuda humanitária e segundo o Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, esse número deve chegar a 12 milhões até o final do ano.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia Mais:

"Terrorismo e extremismo são os maiores desafios mundiais", diz Fedotov

Ameaça do terrorismo continua persistente, lembra especialista da ONU

Apelo de US$ 284 milhões deve preparar operação humanitária em Mosul

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud