Estudantes brasileiros ganham concurso mundial da ONU
BR

29 julho 2016

Os quatro estão entre os vencedores de uma concurso de redação das Nações Unidas sobre cidadania e multilinguismo; premiação “Muitas Línguas, Um Mundo” recebeu inscrições de mais de 3,6 mil estudantes universitários de 130 países.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Quatro universitários brasileiros estiveram na sede da ONU em Nova York nesta sexta-feira por um motivo muito especial: eles estão entre os 60 ganhadores de um concurso de redação das Nações Unidas sobre cidadania e multilinguismo.

Organizada pelo Impacto Acadêmico das Nações Unidas, a premiação “Muitas Línguas, Um Mundo” recebeu inscrições de mais de 3,6 mil estudantes universitários de 130 países.

Língua Estrangeira

O aluno de Relações Internacionais Leonardo Alves é um dos vencedores e contou à Rádio ONU um pouco mais sobre a competição.

“É um concurso mundial, todos os estudantes universitários poderiam participar, escrevendo uma redação de até 2 mil caracteres em um idioma oficial da ONU que não fosse o idioma materno nem o idioma de aprendizado na escola e isso deveria refletir os objetivos da ONU para 2030”.

Desenvolvimento Sustentável

Leonardo escreveu sua redação em espanhol, assim como Ellen Silva, que está cursando o mestrado em Estudos Comparados sobre as Américas na Universidade de Brasília, Unb.

A estudante paranaense falou sobre a participação dos jovens e da sociedade civil na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Voluntariado

“Tem algumas frentes que a gente pode atuar. Estar aqui eu já acho que é uma frente dessas porque a gente acaba dando visibilidade para a questão, nossos colegas querem saber porque a gente está aqui, do que a gente estava falando. Além disso, uma coisa que eu acho que a gente precisa fazer também é empoderar as organizações locais. Tem muita coisa acontecendo, é uma coisa de ir buscar no Google (...) e ir atrás. Perguntar, vocês precisam de voluntariado? São coisas que para estudante custa duas, três, cinco horas na semana e que para a organização, ou para a causa, faz muita diferença”.

José Ildo de Oliveira Júnior estuda relações internacionais na Universidade Federal de Sergipe. Ele falou sobre a visita à sede da ONU e sobre o tema de sua redação, que foi escrita em francês.

Novos Mundos

“Está sendo realmente incrível, uma experiência única, de você está podendo participar com estudantes de mais de 50 nacionalidades diferentes. Realmente é a proposta do concurso de você estar em contato com a diversidade que é tão característico do nosso mundo. Eu abordei a questão das línguas como uma passarela para outros mundos, cada língua que a gente aprende é um novo mundo que a gente descobre. Isso é muito interessante porque aprendendo uma língua a gente se conhece melhor, a gente se dá conta das nossas especificidades, da nossa própria cultura, do nosso lugar no mundo. Isso é muito legal, muito enriquecedor.”

Para participar do concurso os candidatos tiveram de escrever uma redação sobre cidadania global, entendimento cultural e o papel do multilinguismo na promoção desses temas.

Compromisso com a Juventude

Tom dos Santos também estuda relações internacionais. O aluno da Universidade Federal de Santa Catarina, que escreveu sua redação em inglês, contou a experiência de falar sobre esses temas na Assembleia Geral da ONU.

“Eu acho que foi incrível, principalmente porque mostra o compromisso da ONU com a juventude. Muitas das coisas que não deram certo eu acho que foi em parte exatamente por não conseguir incluir a sociedade civil de uma maneira ampla e inclusiva. Então eu acho que a gente, como juventude, é uma aposta da ONU para pensar um futuro que seja mais inclusivo, que pense de fato no futuro das pessoas e inclua elas no processo de decisão. Formular políticas pensando as pessoas pra qual elas vão se direcionar. Acho que a Agenda 2030 reflete exatamente isso. Estar ali na Assembleia Geral foi uma oportunidade incrível, pensar que todos os líderes mundiais que a gente já viu, todos que a gente já estudou, já deram recados para o mundo ali.”

A seleção final do concurso escolheu 10 vencedores para cada língua oficial das Nações Unidas: árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo. Foram indicados 30 homens e 30 mulheres.

Leia e Ouça:

Brasileiros entre vencedores de concurso da ONU sobre multilinguismo

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud