Começa a valer o apelo das Nações Unidas por uma Trégua Olímpica
BR

29 julho 2016

Pela resolução da Assembleia Geral, pausa nos combates deve começar esta sexta-feira e seguir até sete dias depois do fim dos Jogos Paralímpicos; secretário-geral espera que serenidade da Chama Olímpica silencie o barulho das armas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas estão pedindo aos lados em conflito em todo o mundo para que façam uma pausa nas hostilidades a partir desta sexta-feira e durante a realização das Olimpíadas 2016 e dos Jogos Paralímpicos.

O secretário-geral da organização gravou uma mensagem fazendo o apelo.

Recordes

Ban Ki-moon dá “bom dia” ao Rio de Janeiro e proclama a Trégua Olímpica, pedindo a todos os combatentes para baixarem suas armas e colocarem suas diferenças de lado durante os Jogos Olímpicos.

O chefe da ONU lembra que recordes serão quebrados durante a Rio 2016, com os atletas indo além de seus limites. Ban espera que essa mesma determinação possa ser usada para “silenciar as armas nos campos de batalha”.

Valores

Segundo o secretário-geral, uma pausa dos combates representaria os valores promovidos pelas Olimpíadas: respeito, amizade, solidariedade e igualdade. Ele lembra que os Jogos deste ano já estão fazendo história: são os primeiros a serem realizados na América do Sul e os primeiros com uma equipe de atletas refugiados.

Para Ban, não há melhor demonstração de solidariedade com as pessoas obrigadas a abandonar suas casas por causa de conflitos do que observar a Trégua Olímpica. O chefe da ONU também cita o falecido medalhista olímpico de ouro e Mensageiro da Paz das Nações Unidas, Muhammad Ali, que mostrou como atletas campeões podem promover a justiça.

Serenidade

Tendo o lutador como exemplo, Ban Ki-moon pede que os combatentes deponham suas armas entre 29 de julho até 25 de setembro, sete dias após o final dos Jogos Paralímpicos. O secretário-geral espera que “a serenidade da Chama Olímpica silencie o barulho das armas”.

A Trégua Olímpica foi aprovada pela Assembleia Geral em outubro do ano passado, uma resolução de iniciativa do Brasil, que sedia os Jogos, e foi copatrocinada por 180 países.

O texto da resolução reafirma a eficiência do esporte na promoção do diálogo e da reconciliação em áreas de conflito. A Trégua remete à tradição da Grécia Antiga do século VIII A.C. O Comitê Olímpico Internacional recuperou a prática em 1992, cobrando de todos os países a observação de pausa nas hostilidades.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud