Ban pede à Turquia para garantir liberdades de expressão e de movimento BR

Ban Ki-moon falou com o ministro das Relações Exteriores da Turquia. Foto: ONU/Evan Schneider (arquivo)

Ban pede à Turquia para garantir liberdades de expressão e de movimento

Secretário-geral da ONU ligou para o ministro das Relações Exteriores para solicitar que governo cumpra suas obrigações ligadas aos direitos humanos; preocupação de Ban é com estado de emergência e medidas que restringem direitos civis.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU telefonou esta quarta-feira para o ministro das Relações Exteriores da Turquia. Na conversa, Ban Ki-moon informou a Mevlut Cavusoglu que espera que o país cumpra suas obrigações ligadas aos direitos humanos.

Ban expressou solidariedade ao governo e às famílias das vítimas da tentativa de golpe de Estado ocorrida em 15 de julho. Ao mesmo tempo, o chefe da ONU lembrou que o país precisa garantir as liberdades de expressão, de movimento e de reunião pacífica.

Restrições

O secretário-geral está preocupado com o decreto do governo estabelecendo estado de emergência na Turquia, incluindo medidas que restringem o exercício de direitos individuais.

Na conversa com o ministro turco, Ban Ki-moon elogiou o anúncio da libertação de 1,2 mil militares que estavam detidos. Mas ele mencionou relatos de maus-tratos e abusos e afirmou estar muito preocupado com detenções que continuam ocorrendo no país, além das suspensões de profissionais de vários segmentos da sociedade turca e de instituições do governo.

Democracia

Ao ministro Cavusoglu, Ban pediu que evidências das pessoas investigadas sejam apresentadas à Justiça, para que medidas legais possam ser tomadas nas cortes.

Após a tentativa de golpe de Estado, o secretário-geral da ONU espera que governo e população transformem o momento de incerteza em uma oportunidade para preservar a democracia turca.

Leia e Ouça:

Turquia: secretário-geral da ONU reage à declaração de estado de emergência

ONU: Turquia deve responder à tentativa de golpe protegendo direitos humanos

ONU acompanha com preocupação situação na Turquia