ONU condena ataque terrorista na Somália que matou pelo menos 12
BR

26 julho 2016

Representante especial do secretário-geral Michael Keating informou que o movimento islâmico terrorista Al Shabaab é o autor do atentado; segundo ele nem a ONU nem as autoridades somalis serão intimidadas pelo ato.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas condenaram, nos termos mais fortes possíveis, o ataque terrorista realizado em Mogadíscio, capital da Somália.

Em nota, o representante especial do secretário-geral no país, Michael Keating, informou que o atentado, perto do Aeroporto Internacional de Mogadíscio, matou pelo menos 12 pessoas e deixou várias feridas.

Táticas

Dois carros repletos de explosivos foram detonados por dois suicidas na manhã desta terça-feira. Não existe nenhum funcionário da ONU dentre os mortos.

Keating afirmou que o ataque foi executado, mais uma vez, pelo movimento islâmico terrorista Al Shabaab. Ele lembrou que a imensa maioria dos somalis rejeita as táticas terroristas e o uso da violência para atingir objetivos políticos.

Para Keating, o terrível atentado é mais um exemplo do desespero dos extremistas para tumultuar os avanços políticos da Somália.

Segundo o representante da ONU nem a organização nem as autoridades somalis se deixarão intimidar.

Ele encerrou a nota dando pêsames às famílias e amigos das vítimas e desejando rápida melhora aos feridos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud