FMI baixa projeção de crescimento económico global para 3,1%

21 julho 2016

Angola junta-se a África do Sul e Gabão no grupo de países afetados por perdas na economia; Brexit reduz projeções de crescimento do Reino Unido para 1,3%; Brasil destacado pelos ganhos no grupo de economias emergentes.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A economia global deve crescer 3,1% este ano e 3,4% em 2017, de acordo com o Fundo Monetário Internacional, FMI.

A edição deste mês da Perspetiva de Crescimento Mundial baixa o crescimento económico global em 0,1 ponto percentual nos dois períodos. O documento é uma atualização do estudo publicado em abril.

Brexit

Nas economias de baixa renda houve perdas que ditaram a grande revisão em baixa em 2016, causada pela contração económica na Nigéria e também pela queda das projeções de países como África do Sul, Angola e Gabão.

O destaque na edição de julho é a baixa nas previsões de crescimento do Reino Unido para 1,3% em 2017, após a realização do referendo que ditou a saída britânica da União Europeia. O valor corresponde a 0,9 pontos percentuais abaixo da estimativa, feita há três meses.

A instituição destaca que estava preparada para não alterar as perspetivas para este ano sem o chamado Brexit.

Emergentes

O estudo também pretendia elevar sua previsão global para 2017 em 0,1 pontos percentuais, após uma melhoria no desempenho de economias emergentes como o Brasil e a Rússia.

As perspetivas para outras economias emergentes e em desenvolvimento continuam a ser diversas, mas praticamente inalteradas em relação ao estudo feito há três meses.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia e Oiça:

FMI fala de sucesso em Portugal, mas cita incertezas após Brexit  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud