Chefe dos Direitos Humanos da ONU visita República Democrática do Congo

18 julho 2016

Zeid Al Hussein deve encontrar-se com presidente Joseph Kabila, membros do governo e da sociedade civil; deslocação inclui duas cidades do leste congolês marcado pela instabilidade.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O alto comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, inicia esta segunda-feira uma visita oficial à República Democrática do Congo, RD Congo, a convite do governo.

Durante quatro dias em território congolês, Zeid deve encontrar-se com o presidente Joseph Kabila e com ministros para as áreas dos Negócios Estrangeiros, Justiça e Direitos Humanos, Interior e Defesa.

Recrutamento de Crianças

Os contactos incluem uma reunião com o conselheiro pessoal do presidente sobre Violência Sexual e Recrutamento de Crianças e com o presidente do Parlamento.

Haverá também reuniões com representantes da Comissão Nacional Eleitoral, da Comissão Nacional de Direitos Humanos, de organizações da sociedade civil, da comunidade internacional e de agências da ONU.

O itinerário do chefe dos Direitos Humanos inclui o leste congolês, para um contacto com o Hospital de Panzi na cidade de Bukavu, na província do Kivu do Sul, e com líderes na cidade de Goma, no Kivu do Norte.

Manifestação

A região foi mencionada no último pronunciamento de Zeid sobre a RD Congo pelos “maus-tratos da polícia contra manifestantes e disparos contra manifestantes nos últimos meses”.

As declarações foram feitas na semana passada na abertura da 32ª sessão dos Direitos Humanos.

O alto comissário mencionou protestos que resultaram em violência em Kinshasa, na sequência do que chamou de “uma acentuada redução do espaço democrático”, após as alterações à lei eleitoral de janeiro de 2015.

O discurso destacou ainda relatos de prisões e detenções arbitrárias, proibição ou interrupção de reuniões e manifestações da oposição ou da sociedade civil.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Leia e Oiça:

Chefe dos Direitos Humanos destaca retorno à violência em Moçambique

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud