Chefe da ONU afirma que situação no Iêmen é "profundamente preocupante"
BR

26 junho 2016

Ban Ki-moon fez a declaração este sábado no Kwait; delegações do governo e da oposição iemenitas estão reunidas no país para conversações de paz.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, expressou "profunda preocupação" com a situação no Iêmen e pediu as delegações do governo e da oposição iemenitas que encontrem uma solução para o conflito.

Ban fez o pedido este domingo, durante as conversações de paz entre os dois lados realizadas no Kwait. O encontro foi organizado pela ONU com o objetivo de evitar a piora das condições na região.

Alimentos e Economia

Ele disse que "há uma alarmante escassez de alimentos básicos e a economia está em condições precárias". Ban declarou que "enquanto a cessação de hostilidades está funcionando em boa parte, foram registradas sérias violações que causaram mortes e sofrimento entre a população civil".

O secretário-geral agradeceu a participação das delegações para tentar resolver a crise de forma pacífica e através do diálogo político.

Ban disse estar encorajado "com o compromisso dos participantes das conversações de paz para chegar a um resultado positivo.

Reiterando a posição da comunidade internacional, o chefe da ONU afirmou que o conflito tem que terminar e o Iêmen deve retomar o processo de transição para a implementação das determinações acordadas na Conferência de Diálogo Nacional.

Leia Mais:

Partes das negociações sobre o Iémen concordam na urgência de acordo de paz

FAO e PMA alertam que insegurança alimentar é generalizada no Iêmen

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud