OMS de Moçambique elogia a diminuição de óbitos por malária no país

3 junho 2016

Foram 24% de mortes a menos pela doença entre 2014 e 2015; especialista da Organização Mundial da Saúde destacou os esforços do Governo.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Especialistas e parceiros do Ministério de Saúde estão reunidos em Maputo até esta sexta feira e abordam assuntos relacionados com a malária. O Ministério de Saúde de Moçambique disse que em 2015 foram registados mais de 5 milhões e 400 casos provenientes das unidades sanitárias e comunidades.

A Rádio ONU em Maputo ouviu Eva Carvalho, oficial de programa do Controlo da Malária na Organização Mundial da Saúde, OMS, de Moçambique. Ela falou da importância da redução em 24% dos óbitos entre o ano passado e 2014.

Caminho

“Moçambique teve alguns avanços. Dos 24% de redução, estamos a falar de redução em termos de óbitos. E este é um indicador muito importante para nós. Estamos a dizer que está-se a morrer menos por malária, isto é muito importante. De facto é apenas 24%, a OMS gostaria que fosse muito mais. Mas é um caminho.”

Segundo o Ministério de Saúde, a malária constitui uma preocupação para o governo moçambicano, uma vez que interfere negativamente no desenvolvimento económico e social do país.

Para especialista da OMS estes dados indicam o avanço efectuado . Como exemplo cita a importância e intervenção dos agentes comunitários.

“Neste momento podemos falar que o Ministério da Saúde tem por volta de 3 mil APS (Agentes Comunitários Polivalentes), e a função destes agentes comunitários é tratar nas suas comunidades as crianças com malária. Isso significa que o acesso aumentou, se o acesso aumentou este aumento de 10% pode ser que seja devido a este acesso da população aos cuidados ao tratamento da malária.”

O encontro fez uma revisão que encerra esta sexta-feira vai rever e avaliar o actual programa e identificar prioridades para o novo Plano Estratégico da Malária nos próximos anos.

Leia e Oiça:

Novos casos de malária diminuíram 18% nos últimos 15 anos

Malária continua a ser a doença que mata mais crianças em Moçambique

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud