Apresentado novo modelo para polícia da ONU
BR

1 junho 2016

Uma das chefes do painel que avaliou as funções da divisão, Hilde Johnson, afirmou a jornalistas que o “status-quo não é uma opção”; revisão dá seguimento ao Painel Independente de Alto Nível sobre Operações de Paz realizado no ano passado.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Um novo modelo sobre como utilizar melhor as contribuições da polícia à ONU foi apresentado por um painel externo que fez uma revisão sobre o trabalho de toda a divisão.

Falando a jornalistas na sede da ONU em Nova York nesta quarta-feira, uma das chefes do painel, Hilde Johnson, afirmou que “o status–quo não é uma opção”.

Mensagem Clara

Johnson, que já foi representante especial do secretário-geral da ONU para o Sudão do Sul, afirmou que o modelo iria priorizar as necessidades dos países que recebem os policiais e permitiria um mandato mais flexível, entre outros pontos.

Segundo ela, a “mensagem clara” dos países anfitriões ao painel foi de que eles apenas precisam de um número grande de policiais e unidades no início, para “acalmar” uma situação.

Instituições

Após a estabilização de uma situação, Johnson declarou que as nações afirmaram que precisam de “ajuda para criar instituições policiais e serviços nacionais de polícia”.

Ela disse que eles pediram ainda mais especialistas, mais equipes com capacidades adicionais e treinamento.

A revisão feita agora dá seguimento ao Painel Independente de Alto Nível sobre Operações de Paz realizado no ano passado.

Leia e Ouça:

Serviço da ONU no Sudão do Sul recebe reforço de cães farejadores

Painel pede reforma das operações de paz e de segurança da ONU

Representante no Sudão do Sul diz que país tem de ser salvo de conflitos 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud