OMS anuncia fim do ébola na Guiné-Conacri

1 junho 2016

Organização Mundial da Saúde explica que neste 1 de junho, país completa 40 dias desde que a última pessoa com o vírus ficou livre da doença; próxima fase é de vigilância intensa por 90 dias.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Guiné-Conacri prepara-se para declarar o fim da transmissão do ébola, segundo a Organização Mundial da Saúde, OMS. Esta quarta-feira, 1 de junho, completam-se 40 dias desde que o último paciente no país foi confirmado livre do vírus. Isso ocorreu após a pessoa ter testado negativo para o ébola por duas vezes.

Agora, a Guiné-Conacri inicia um período de 90 dias de vigilância intensa, para identificar e responder a qualquer novo caso com rapidez. Em Genebra, o porta-voz da OMS, Christian Lindmeier, explicou os detalhes.

Mortes

Lindmeier afirmou que outros casos são esperados, mas os países da África Ocidental estão mais preparados agora, por isso a OMS está confiante de que qualquer novo paciente com ébola será tratado com rapidez e de forma eficaz.

Segundo o porta-voz, se nenhum caso for observado nos 90 dias de vigilância intensa, a transmissão do ébola será declarada encerrada na Guiné-Conacri.

Na Libéria, os 90 dias de vigilância devem começar em 9 de junho. Ao todo, foram registados mais de 28,6 mil casos de ébola nos dois países e também em Serra Leoa. Deste total, 11.310 pacientes morreram.

*Com reportagem de Daniel Johnson, da Rádio ONU em Genebra.

Leia e Oiça:

Banco Mundial lança financiamento para combater pandemias

OMS confirma novo caso de ebola na Libéria

Guiné Conacri: OMS vacina centenas que tiveram contacto com casos de ébola 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud