Cerca de 50 mil civis estão sitiados em Falluja, no Iraque
BR

31 maio 2016

Segundo representante da Missão da ONU no país, famílias estão sendo usadas como escudo humano pelo Isil; pessoas chegam a comer somente três vezes por semana; 3,7 mil pessoas já fugiram da cidade.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Cerca de 50 mil civis estão sitiados na cidade iraquiana de Falluja e há relatos de pessoas sendo usadas como escudo humano pelo grupo terrorista Daesh, acrônimo em árabe para o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

A informação foi divulgada esta terça-feira pela vice-representante da Missão da ONU no Iraque, Unami. Lise Grande está em Genebra e falou por telefone com jornalistas na sede da organização, em Nova York.

Fome

A representante afirmou que a situação humanitária em Falluja está “muito dramática”. As agências estão sem acesso à cidade desde que o Isil tomou o controle, em 2014.

As informações chegam através das famílias que escapam da região. Muitas contam que estão “pulando” refeições desde março, chegando a comer somente três vezes por semana. Não há eletricidade em Falluja no momento. 

Segundo Lise Grande, agências da ONU e parceiros estão fazendo todo o possível para proteger as famílias. Somente na semana passada, quase 3,7 mil pessoas fugiram da cidade em meio a uma ofensiva das forças iraquianas, que tentam recuperar a cidade do Isil.

Acampamento

Dados do governo apontam para 1,3 mil civis abrigados em um acampamento para deslocados internos. A agência da ONU para Refugiados, Acnur, fornece assistência no local.

O Acnur tem recebido relatos de civis mortos na cidade, devido aos bombardeios. No sábado, sete integrantes de uma mesma família teriam morrido.

Aproximadamente 500 homens e meninos acima de 12 anos de idade estão esperando serem revistados por questões de segurança, mas o processo demora entre cinco e sete dias.

O porta-voz do Acnur, William Spindler, destacou que as forças de segurança do Iraque estão ajudando a transportar as famílias que escapam da cidade. Foi implementada uma linha de telefone específica para fornecer informações aos que querem fugir de Falluja. 

Leia e Ouça:

Conflito leva iraquianos a fugir para Síria

Iraque: civis fugindo de Falluja precisam de ajuda urgente

Terrorismo e violência mataram mais de mil em maio no Iraque

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud