ONU assinala sucesso de conferência sobre países menos desenvolvidos
BR

29 maio 2016

Grupo de 48 nações terá banco tecnologia com apoio da organização; Nações Unidas destacam renovação do compromisso de parceria internacional; promessas incluem aumento do comércio e dos investimentos com parceiros.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.1605294

As Nações Unidas celebram o fecho com "sucesso" da reunião de alto nível sobre os países menos desenvolvidos que decorreu nos últimos três dias em Antalya, na Turquia.

O evento encerrou este domingo com o anúncio de ações e iniciativas, num comunicado que revela "ter sido renovado o compromisso da parceria internacional". A ideia é promover uma "mudança transformadora" no grupo de 48 nações.

Parceiros

Falando a jornalistas, o subsecretário-geral para os Países Menos Desenvolvidos destacou a participação de altos representantes de todas as nações do grupo, dos seus parceiros de desenvolvimento e de instituições internacionais.

Gyan Acharya aplaudiu o compromisso renovado para a ajuda pública ao desenvolvimento e o forte apoio para aumentar o comércio e os investimentos.

Ele destacou o anúncio da criação, pelo secretário-geral da ONU, de um conselho de vários governos para apoiar um banco de tecnologia para o grupo de nações menos desenvolvidas. A expectativa é que a iniciativa comece a funcionar no próximo ano.

Acordos

A Conferência de Revisão do Programa de Ação de Istambul para os Países Menos Desenvolvidos, analisou avanços dos últimos cinco anos, debateu desafios e oportunidades e fez recomendações para o próximo quinquénio.

De acordo com a ONU, mais de 2 mil delegados participaram do encontro organizado pela Turquia e pela da ONU.

Os novos passos dos 40 Estados do grupo devem considerar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a Agenda de Ação de Adis Abeba, o Quadro de Sendai para a Redução do Risco de Desastres e o Acordo de Paris sobre as alterações climáticas.

Fóruns Especializados

Uma plenária envolveu altos funcionários da ONU e representantes de governos, da sociedade civil, do setor privado e de organizações internacionais e regionais.

A iniciativa foi também marcada por várias mesas redondas de alto nível, 25 eventos paralelos e fóruns especializados sobre o setor privado e a sociedade civil.

Leia e Ouça:

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud