Entre os países menos desenvolvidos, Samoa foi o único que graduou da lista
BR

27 maio 2016

Começou na Turquia conferência para medir progressos alcançados por nações  desde 2001; arquipélago foi retirado da lista nos últimos cinco anos, mas São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Angola já estão prestes a conquistar avanço.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Começou esta sexta-feira, em Antalya, na Turquia, uma conferência focando nos progressos alcançados pelos 48 países menos desenvolvidos do mundo. A meta é avaliar avanços dos últimos cinco anos.

O evento de três dias faz uma revisão do Programa de Ação de Istambul, um plano de 10 anos que busca aumentar o desenvolvimento econômico e social das nações mais vulneráveis do planeta.

Renda

A maioria dos países menos desenvolvidos está na África e juntos, abrigam 800 milhões de pessoas, mas representam menos de 2% do Produto Interno Bruto mundial e cerca de 1% do comércio global de bens.

São classificados na categoria as nações com os menores indicadores de desenvolvimento socioeconômico, ou seja, aquelas que têm a renda nacional per capita menor do que US$ 1,035. A graduação ocorre quando o valor atinge US$ 1,242.

Lusófonos

Segundo a ONU, desde 2011, o arquipélago de Samoa foi o único país a sair da lista. Atualmente, esperam ser graduados Guiné, Vanuatu e Angola. Outros países de língua portuguesa reportaram ter atingido o critério em março: São Tomé e Princípe e Timor-Leste.

Brasil, Cabo Verde e Portugal são os únicos países lusófonos que não fazem parte do grupo de nações menos desenvolvidas.

Na abertura do encontro, a administradora do Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud, declarou que a reunião na Turquia é importante para abordar “as necessidades especiais” desses países.

Helen Clark afirmou que precisa ser levada em consideração a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Apesar de progressos, a chefe do Pnud mencionou desafios: 51% da população dos países menos desenvolvidos vive na extrema pobreza e 18 milhões de crianças estão fora da escola.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud