Mediador para Iémen fala de "apoio mais forte" para negociações de paz

26 maio 2016

Mediador revelou empenho das partes em conflito num acordo político aceitável para todos; Ismail Ould Cheikh Ahmed  advertiu que sem o entendimento, a situação económica poderá piorar.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O representante especial do secretário-geral da ONU para o Iémen disse que "o apoio internacional é mais forte que nunca" para o processo de paz no país árabe.

Ismail Ould Cheikh Ahmed falava esta quinta-feira no Kuwait, à margem das negociações. O enviado destacou que o processo continua e a organização está determinada a alcançar uma paz duradoura e a dar solidez a qualquer acordo  que vier a ser alcançado.

Sofrimento

O mediador declarou que o conflito destruiu a infraestrutura económica iemenita e "interrompeu severamente o funcionamento das instituições do Estado provocando o sofrimento de muitos civis".

Como revelou, se não houver capacidade de resolver a questão, "a situação económica deverá piorar" no Iémen.

Compromisso

Esta semana foi marcada por encontros do representante com delegações do governo e de grupos da oposição, após uma sessão plenária ocorrida na segunda-feira. Ould Cheikh Ahmed destacou que os participantes renovaram o seu compromisso de chegarem a "um acordo político aceitável para todos".

As delegações discutiram detalhes e mecanismos sobre a retirada, entrega das armas, retoma do diálogo político, restauração das instituições do Estado e outros assuntos que devem fazer parte de um acordo abrangente.

O enviado da ONU disse que nos debates foi igualmente destacada a importância de haver garantias para assegurar a implementação do possível acordo.

Leia e Oiça:

ONU alerta para crise no Iêmen que "exige atenção internacional urgente"

Em negociações de paz, mediador fala de “dias cruciais” para os iemenitas

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud