Conselho de Segurança aprova fim das sanções contra a Libéria

25 maio 2016

Órgão decidiu pelo término do embargo de armas declarado há 24 anos; recomendação é que país crie lei para controlar armas e medidas para combater o tráfico ilícito de armamento.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Conselho de Segurança aprovou esta quarta-feira uma resolução que coloca um fim às sanções contra a Libéria.

O documento, aprovado por unanimidade, foi proposto pelos Estados Unidos e acaba com as san declaradas em 1992. Ficam também encerrados o Comité de Sanções e o Grupo de Peritos sobre a Libéria, ambos criados em 2003.

Redução

Durante anos, o país teve uma redução gradual das sanções, que atualmente incluiam o embargo de armas e uma obrigação de avisar o Comité da ONU sobre as transferências de armas para o governo do país.

Em setembro, a resolução 2237 acabou com o congelamento de bens e com a proibição de viagens a 51 pessoas e entidades.

O Conselho recomenda ao país adotar e aplicar rapidamente uma lei para controlar armas e medidas para a criação de um quadro jurídico e administrativo para combater o tráfico ilícito de armas e de munições.

Fronteiras

O órgão destaca ser preciso continuar com os progressos nas áreas de armamento e da gestão das fronteiras, e contribuir para a paz e uma maior estabilidade do país.

No fim de junho, as autoridades liberianas assumem as responsabilidades de segurança do país, que desde 1997 estavam a cargo da Missão das Nações Unidas na Libéria, Unmil.

A operação de paz foi despachada pouco depois do fim da guerra civil, que em sete anos causou mais de 150 mil mortos.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud