PMA amplia cobertura de seguros para desastres em países africanos

24 maio 2016

Objetivo é ajudar continente a lidar com efeitos de secas e enchentes; na Conferência Humanitária Mundial foi anunciada doação de US$ 1,6 milhão para apoiar Capacidade Africana de Risco.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, anunciou a ampliação da cobertura de seguros para países africanos que enfrentam desastres naturais. A novidade foi lançada no último dia da Conferência Humanitária Mundial, a decorrer em Istambul, na Turquia.

Segundo o PMA, o governo da Dinamarca ofereceu US$ 1,6 milhão, que será usado em apoio à Capacidade Africana de Risco, agência especializada da União Africana que ajuda os países do continente a melhor planear e responder a eventos extremos do clima.

Secas e Cheias

Para garantir que mais nações africanas recebam a cobertura, o PMA também receberá apoio da Comissão Europeia. A diretora da agência da ONU, Ertharin Cousin, anunciou que o PMA “está a transformar a maneira como ajuda comunidades vulneráveis a lidar com desastres naturais”.

As medidas incluem resposta a eventos como secas e enchentes e manejo de risco. A chefe do PMA lembra que agir com rapidez salva vidas e meios de subsistência.

Mudança

O presidente da Capacidade Africana de Risco declarou em Istambul que “transformar o financiamento do sistema humanitário não ocorrerá da noite para o dia”. Mas Ngozi Okonjo-Iweala destaca que na conferência, estão a ser feitos vários apelos para que doadores façam investimentos na resposta precoce a desastres.

O PMA ajudou a União Africana a criar a apólice de seguros em 2012 e 32 países assinaram o tratado. Nos últimos dois anos, sete países receberam cobertura a totalizar US$ 300 milhões.

A meta da agência é ajudar a garantir que 150 milhões de pessoas recebam a cobertura até 2020. O PMA lembra que os recursos financeiros estão a diminuir, enquanto as necessidades humanitárias apenas aumentam.

Por isso, a importância de mudar o modelo atual e se passar a investir em manejo de risco e medidas de controlo de secas e cheias.

*Apresentação: Denise Costa.

Leia todas as notícias sobre a Conferência Humanitária Mundial.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud