ONU homenageia general brasileiro para marcar Dia Internacional dos Boinas Azuis
BR

19 maio 2016

Evento foi antecipado para esta quinta-feira 19 de maio; general José Luiz Jaborandy Júnior morreu ano passado vítima de um enfarto.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU realiza esta quinta-feira um evento para marcar o Dia Internacional dos Boinas Azuis, em sua sede em Nova York.

A organização vai prestar homenagem a 128 boinas azuis das tropas de paz que perderam a vida no ano passado. Entre eles está o general brasileiro José Luiz Jaborandy Júnior, que morreu vítima de um enfarto.

Medalha

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, vai entregar uma coroa de flores em homenagem aos militares. Ele vai também presidir a cerimônia de entrega da medalha “Dag Hammarskjöld” a familiares ou representantes dos boinas azuis que perderam a vida em serviço às operações de paz.

Luiz Jaborandy Júnior era comandante da Missão da ONU para a Estabilização do Haiti, Minustah. Sua medalha será entregue a um representante da Missão Permanente do Brasil junto à ONU e enviada posteriormente à sua família.

Em um trecho do discurso antecipado pela ONU, Ban afirma que “neste dia vamos homenagear nosso herois, mais de 1 milhão de homens e mulheres que serviram sob a bandeira das Nações Unidas com orgulho, deferência e coragem desde a primeira mobilização, em 1948”.

O secretário-geral disse que a organização presta os mais altos tributos aos mais de 3,4 mil boinas azuis que perderam a vida em serviço”.

Paz e Segurança

Além de manter a paz e a segurança, as forças da ONU prestam assistência aos processos políticos; às reformas dos sistemas judiciários; treinam policiais e desarmam e reintegram ex-comabtentes em suas comunidades locais.

Os militares trabalham também no apoio às operações de retorno de refugiados e pessoas deslocadas internamente. Para Ban, os boinas azuis manifestam as melhores atitudes de solidariedade global, servindo de maneira corajosa e em ambientes perigosos.

Tudo isso, segundo o chefe da ONU, “para fornecer segurança a algumas das pessoas mais vulneráveis do mundo”.

16 Missões

O subsecretário-geral da ONU para Operações de Paz, Hervé Ladsous, afirmou que “mais de 120 mil homens e mulheres, militares, policiais e civis, servem atualmente em 16 missões em todo o mundo.”

Ladsous disse que “as forças de paz foram mobilizadas em alguns dos ambientes mais perigosos do mundo. Muitos deles pagaram o preço mais alto enquanto serviam à bandeira azul em nome da paz”,

As atividades comemorativas na sede das Nações Unidas foram antecipadas para o dia 19 com o objetivo de permitir que os chefes militares das operações de paz da ONU, que estão em Nova York esta semana, se unam ao secretário-geral nas homenagens.

Entre os comandantes militares que estão participando do evento, está o general Ajax Porto Pinheiro, que assumiu o comando da Minustah no lugar de José Luiz Jaborandy Júnior.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud