Em negociações de paz, mediador fala de "dias cruciais" para os iemenitas

16 maio 2016

Representante quer que todos os lados se atenham aos compromissos nacionais e humanitários;  cinco cidades abriram centros de ajuda que tratam mais necessitados.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O representante do secretário-geral das Nações Unidas para o Iémen disse que "os próximos dias serão cruciais" para o país, na mais recente atualização a jornalistas.

Falando este domingo no Kuwait, Ismail Ould Cheikh Ahmed assegurou que o trabalho da ONU vai continuar "para levar todos os lados no processo a aderir aos seus compromissos nacionais e humanitários".

Oportunidade

O apelo lançado aos iemenitas é que estes "não deixem que sejam desviadas as vozes que pedem paz e respeito pelos direitos humanos".

Cheikh Ahmed também pediu a união das partes do diálogo num momento em que "a população pede a paz". O apelo é que estes não percam a oportunidade dada pela comunidade internacional e pelo Kuwait.

Sobre a continuação das negociações, o representante disse que nos últimos dias  ocorreram encontros das duas delegações e reuniões paralelas das comissões sobre política, segurança e prisioneiros.

Auxílio

De acordo com o mediador,  a melhoria da segurança permitiu a várias agências humanitárias expandir operações e prestar auxílio a mais de 13 milhões de pessoas.

Em cinco cidades foram instalados centros de ajuda. A capital Sanaa e os centros urbanos de Ibb, Al Hudaydah, Saada e Áden passaram a dar assistência médica a um maior número de necessitados.

De acordo com o enviado, uma segurança mais estável facilitará o acesso sem barreiras de agências humanitárias às áreas mais afetadas pelo conflito, no país com 25 milhões de pessoas.

Leia e Oiça:

Situação alimentar no Iêmen à beira de um "desastre humanitário"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud